As aventuras da Clara com o novo passaporte brasileiro

Ele era bem mais bonito quando era verde. Por que é que a gente tinha que mudar de cor de passaporte? Também acho que chega a ser patética a referência ao Mercosul… Como se esse acordo ainda existisse…Ridículo!
Ridículo, mas indispensável e ao menos mais seguro, ponderei.

Nós pretendemos viajar com a Clara no final de Julho. Ao ver as reportagens sobre as filas no posto da Polícia Federal em São Paulo, eu comecei a achar que não daria tempo.
Eu não sou louco de levar um bebê recém-nascido para uma fila louca dessas. Eu gosto de viajar, mas não sou um pai insano. Comecei a pensar em alternativas…

Vasculhei o site da Polícia Federal em busca de informações, eu queria saber se havia algum procedimento excepcional para idosos, gestantes e crianças de colo. Bom, eu não achei nada específico sobre atendimento, parece haver um telefone em que você consegue agendar o atendimento em Guarulhos, mas é lógico que só dá ocupado.

Enfim, uma coisa de cada vez. Resolvi tratar do que dava para ser feito sem traumas. Preenchi o formulário on-line, imprimi a guia de recolhimento e li todas as instruções sobre como emitir o passaporte para menores de idade: pai, mãe e criança presentes, pais assinam juntos ou então mandam procurações, etc e tal.

No dia seguinte, resolvi almoçar no Shopping Ibirapuera para dar uma espiada como andava o posto da Polícia Federal lá já que todas as reportagens que eu havia lido cobriam o posto da Polícia lá na Lapa, onde não há distribuição prévia de senhas e eles atendem “on a first come, first served basis”.

Fiquei surpreso com: 1) a porta fechada e; 2) a fila não muito grande do lado de fora.

Comecei a trocar idéia com os primeiros e vitoriosos cidadãos da fila.

– Olá, tudo bem? Por favor, que horas vocês chegaram para pegar senha?
– Eu cheguei às 4 da manhã de ontem e dormi na porta do shopping. Quem chegou às 5:30 da manhã não pegou mais senha. Dormimos no frio de 6ºC e ficamos com fome e sede.
– Que terrível! Será que existe algum atendimento especial para gestante, idosos e crianças pequenas?
– Parece que tem que agendar, mas para daqui a um mês e a situação só vai piorar, respondeu uma mulher detentora da senha 36 que parecia adorar tragédias.

Sem dúvida, as coisas estão complicadas, mas eu percebi que eles queriam valorizar a noite não dormida para me assustar. Eu conheço isso, consegui me manter impassível para a surpresa deles.

– Como é que falo com alguém? Perguntei ao rapaz de olhos vermelhos de sono que era o mais legal.
– Daqui a pouco eles abrem a porta e você pergunta para a mulher.

Resolvi esperar um pouquinho para ver no que daria. Resolvi ser solidário com o sofrimento alheio e comecei a concordar com tudo e todas as reclamações que faziam…”Esse país é uma lástima”. “Assim, não dá, a gente só paga imposto e nada”, praguejavam eles.
Ainda que seja tudo verdade, normalmente odeio esse tipo de papo. Ali, naquela situação, eu só concordava.

Enfim a porta se abriu e a funcionária foi atenciosíssima para minha surpresa.

– O senhor pode agendar para daqui a um mês, está de posse do documento da menina?

Não, eu não havia trazido o documento da pequena Clara e não consegui agendar, mas o objetivo de sacar como andava o atendimento estava cumprido. Fui embora, mas não antes sem perguntar aos que estavam no final da fila o que eles faziam ali, já que com certeza eles não tinham senha para atendimento naquele dia e no site dizia expressamente que o atendimento é restrito a 40 pessoas por dia.

– Estamos no tudo ou nada. Quem sabe eles terminam antes das 18 horas com os 40 e resolvem nos atender, respondeu um homem bastante paciente. Fazia sentido, eram 14 horas e eles já haviam atendido mais de 30 das 40 pessoas…

No dia seguinte, combinei que iria agendar o atendimento para quando fosse possível e convidei a Tati para almoçar no shopping comigo. Ela levaria a Clara. Antes de sair do escritório, resolvi pagar a guia de recolhimento e levar o comprovante do preenchimento on-line comigo também. Achei que valeria arriscar e…. não é que deu certo!!!!!

No dia seguinte, a fila estava menor do que no dia anterior, o atendimento das 40 pessoas estava andando bem e com certeza mais do que as 40 pessoas poderiam ser atendidas.
Quando a porta se abriu, outra funcionária, também atenciosa atendeu minha esposa e quando ela voltou com o papel para anotar o agendamento, eu lancei a isca:

– Senhora, por gentileza, estou aqui com minha esposa, o bebê já está aqui, o formulário está preenchido, a guia de recolhimento paga, a certidão na mão, será que vocês nos atenderiam hoje mesmo? Eu espero um pouquinho se for preciso”.
– Vou verificar, ela respondeu. Em seguida, abriu a porta e nos pediu para entrar.

Como é bom ser pai de criança pequena!!!! Todo mundo quis conhecer a Clara e os funcionários foram super simpáticos. O clima foi cortado na hora em que a supervisora perguntou se eu havia trazido foto.

– No site diz que a foto é tirada aqui, eu argumentei. Ela respondeu que deveriam ter escrito que eles não conseguem tirar foto de criança de um mês e meio.

Em seguida, ela me falou para eu ir ao Fotos Paulo, no andar de baixo, e tirar a foto e eles me atenderiam assim mesmo.
Era o meu dia de sorte. Fomos muito bem atendidos no Fotos Paulo, onde tivemos que nos esforçar muito para acordar a Clara e tirar uma foto dela com os olhos abertos. Ela mal abriu os olhos, o rapaz bateu a foto e ela voltou a dormir. Deve ter pensado: “ok, papai, vamos tirar passaporte, mas me deixa dormiiiiir!”
Voltamos ao posto da polícia com a foto. O photoshop arrancou o fundo todo da foto, minhas mãos que seguravam a Clara e deixou tudo branquinho. A foto ficou bem engraçada, parece a foto de uma nenê perigosa e procurada (Wanted!). O olho meio abertinho, meio dormindo. Coitada da Clara!!!! Esses pais que ela arrumou.

Bom, tiramos o passaporte sem grandes transtornos e já temos a primeira história de viagem com nossa filha. Vi também que os funcionários da Polícia Federal estão fazendo o que podem para atender as pessoas, são prestativos, simpáticos e atenciosos. Eles estavam atendendo quem aparecesse, mesmo depois das 40 senhas com muita presteza. Fiquei feliz em saber que nem tudo está perdido no serviço público. O processo é mesmo muito seguro, mas muito lento, vai demorar muito tempo para o atendimento se acomodar. Se você pretende viajar e o passaporte vence em 6 meses, é melhor resolver com antecedência. Eu apareceria no posto do shopping lá pelas 16:30hs e arriscaria. Acho melhor do que amanhecer lá na Lapa.

Se servir de consolo, veja neste post do Ricardo Freire, no VNV, que não é só aqui que a situação está complicada na emissão de passaportes.

Atualizado: estive hoje, 14/06/07, na Polícia Federal do Shopping Ibirapuera para retirar o passaporte. Não fiquei nem 10 minutos lá dentro. Eles não estão mais distribuindo as 40 senhas, estão atendendo por ordem de chegada. No site, diz que eles atendem 100 pessoas por dia, mas a verdade é que atendem bem mais. Estão atendendo 150 ou 160 pessoas por dia. Estou convencido de que ninguém precisa amanhecer lá para ficar na fila. Arriscar mais tarde é bem melhor. O funcionário disse que todo mundo tem dormido na porta da DPF na Lapa e que quando chega às 16hs não tem mais ninguém para atender na fila… e eles atendem até às 18horas!!!!!

Atualizado II: Não deixe de levar a certidão de nascimento na viagem. O novo passaporte brasileiro não mostra a filiação do bebê e segundo os agentes da Polícia Federal, essa informação está no campo hachurado dos dados pessoais do titular do passaporte, entretanto, esse campo só pode ser legível com uma máquina. Ou seja, para provar que vocês são os pais do bebê, você precisa da certidão de nascimento!!!

38 Respostas para “As aventuras da Clara com o novo passaporte brasileiro

  1. Jorge,
    sinceramente, fico feliz q tudo tenha dado certo para vcs.
    Uma amiga chegou a pagar a taxa para o posto do Ibirapuera, mas como vc, foi informada q só atenderiam 40 pessoas e para este atendimento as pessoas chegam a dormir no shopping.
    Pelo jeito esta informação confere com a realidade, não?
    O q me causou surpresa no seu relato é que acabam atendendo mais q o número estipulado.
    Na Lapa, não.
    Atendem 600 e ponto.
    Como disse no Freire, cheguei às 6:00 e só foram atendidas umas trinta pessoas depois de mim.
    Não eram agentes da Polícia Federal que nos atenderam, foram contratados.
    Mesmo a mocinha que deu os primeiros atendimentos (ou seriam primeiros socorros?) na fila era contratada.
    Sou funcionária pública há mais de dez anos, tb detesto este papo de “pago impostos altíssimos e não recebo nada em troca”. Garanto a vc q sempre me esmero para fazer meu serviço cada vez melhor, mas encarar esta fila, ficar, literalmente, o dia inteiro para retirar um mísero documento, foi humilhante.De verdade.
    E tb não quero valorizar o dia perdido. rsrs.
    Uma noite dessas fui a Rua Canário e me deparei com um grupinho animado e um bebê de colo.
    Por muito pouco não perguntei se o nome não seria Clara.
    Como estava com o maridão a tiracolo, tive que me comportar.
    rsrs
    Bjs,
    boa semana

  2. Jorge, adorei a história! Fiquei só imaginando a foto da Clarinha com jeito de “procurada”…😉 Já foi um bom começo para a viagem de julho, né? Espero que tudo corra bem, e que vocês três aproveitem muito essas férias!

  3. Vou fazer o passaporte da Isabella (já com quatro meses) essa semana – aqui em Porto Alegre ainda estamos com a emissão do antigo e, pelo que sei, sem problemas. Todo mundo diz que somos loucos de levar a guria tão pequena pro exterior (vamos à Europa em setembro). Bom saber que não somos os únicos!

  4. Olá Carla, obrigado, acho que a gente ainda “se fala” bastante até o final de Julho. Vou dar uma passada lá no Idas e Vindas para um “café”.

    Luciano, eu estou esperando os 3 meses para embarcar com a Clara. Foi sugestão do médico, apesar de que ele falou que se dava para ir com dois meses se fosse um evento muito especial. Preferimos esperar um pouquinho. ahahahah. Estou louco para viajar com ela.

    Sorte da Isabella que vai ter de recordação ainda o passaporte verde. Acho muito legal.

    Sandra M, imagino que deve ser muito difícil para pessoas sérias como vc encararem o serviço público quando a sociedade inteira já rotulou toda a classe. A verdade é que tenho alguns amigos que fazem um ótimo trabalho em diferentes áreas do serviço e são todos muito sérios. Acho que a maioria tem pago “o pato”. Olha, eu recomendo tentar o Shopping Ibirapuera sim, mal não vai fazer, achei ótimo o ambiente de trabalho deles. Comentei com a Tati que às vezes, uma pessoa basta para fazer toda a diferença no atendimento. A supervisora lá foi dez com todo mundo que eu vi.

    Ah e se você encontrar um grupo na rua Canário com carrinho de bebê recém nascido da próxima vez, é chance grande de sermos nós mesmos. Já levamos a Clara ao Pain et Chocolat uma vez sim. Vai ser legal um encontro VNV inesperado.
    Aliás a rua ali anda um inferno desde que abriram a loja de sapatos em frente. Antes era fácil arrumar lugar para parar, agora é um inferno.

  5. Me gusta Jorge que si alguna cosa funciona y las pessoas son amables, se diga. Você lo ha hecho, parabéns por su sinceridad. Porque muchas veces nos quejamos, pero não tenemos la costumbre hablar de la resolución satisfactoria de un problema.
    Beijos a la menina e futura viajera.

  6. Jorge
    Gostei de saber que não sou a única a levar um bebê para a Europa. Vou viajar em julho com meu marido e meu filho Mateus, de 1 ano e dois meses. Já ouvi críticas de muita gente (incluindo mãe, irmãos, amigos). Imagino que com vc deve ter sido bem pior já que a sua filha é menor ainda.
    Eu sempre adorei viajar e não conseguiria ficar tranquila sem levar meu filho junto.
    Aliás, este é um bom assunto para comentários de viagens.

    Luciana
    PS: Vou buscar o passaporte do pequeno, amanhã, no Shopping Eldorado. Nós pais viajaremos com o verde antigo e ele com o novo.

  7. Comenmtário que deixei no VnV:
    No mês de maio, não lembro o dia, entrei no site da Polícia Federal, preenchi os formulários dos passaportes – eu, meu marido e meu filho – paguei os boletos, liguei e marquei a entrevista. Dia 05/06, comparecemos alguns minutos antes, fomos atendidos no horário marcado, atendimento muito simpático, como deveriam ser todos, empresas públicas e privadas. Vamos receber os passaportes próximo dia 13/06. A sala do aeroporto de Bsb estava cheia, mas nenhum tumulto, nenhuma reclamação, e olha que estamos próximos das férias de julho. Foi tudo muito tranquilo, nota 10.
    Jorge, sou funcionária pública e procuro fazer o melhor e conheço ótimos profissionais no serviço público, no caso do passaporte em Bsb, minha experiência foi ótima, superou as minhas expectativas, aqui somos atendidos por agentes da Polícia Federal (não são terceirizados), as pessoas foram muito gentis. Em empresas privadas tenho visto situações de despreparo e arrogância de fazer o pior dos servidores públicos se sentir envergonhado. Não há regras.
    Concordo com você, o verde era tão Brasil…

  8. Jorge, já pesquisei, peguei dicas na internet, e ainda não consegui fechar a viagem Parnaíba/Lençóis. Se optarmos pela ida de carro (Astra) vamos dar aquela volta, alugar um 4×4 está financeiramente vedado, ir por alguma cia de turismo também é muito caro. Será que vou ter que deixar para outra oportunidade? Você que andou por aquelas bandas, tem alguma sugestão?

  9. Rosa, no seu caso, eu preferiria deixar o Delta do Parnaíba de fora e investiria nos Lençois mais tempo então. Ficaria mais em Santo Amaro, em Atins, ou seja ficaria mais tempo na região dos Lençóis. Acho o desvio de carro até Parnaíba longe demais para você não se hospedar na Ilha do Caju. Vc viu o post que fiz antes deste do passaporte sobre Parnaíba. Dá uma olhada, foi especial, mas não andei de carro e seguia até Jeri o que não vai ser o seu caso. O Delta é bonito, mas especial ali foi a estar na ilha, dormir em Parnaíba e seguir para Jeri de onde fuipara Fortaleza. NO seu caso, isso fica inviável.

  10. Legal Luciana, parabéns pela decisão. O Mateus não vai aproveitar tanto, mas vcs jamais esquecerão dessa viagem e o qto curtirão com ele. Eu pretendo relatar todas as experiências em viagens com crianças aqui. Na minha família, o pessoal não se surpreendeu, acho que eles já estão acostumados conosco🙂

  11. Jorge, fiquei com uma dúvida: quando se preenche a guia on-line para o passaporte, tem que dizer qual o posto da PF vai fazer a verificação, certo? Vc colocou no Ibirapuera mesmo? É que eu estou renovando o meu, já preenchi o formulário, já paguei, só falta ir buscar, mas eu coloquei no Eldorado – será qe pode mudar de local?? E também não consigo falar pelo telefone, tô pensando em ir sem agendar mesmo…

  12. Olá Carla2,

    Eu preenchi Shopping Ibirapuera mesmo. Lá havia um aviso que dizia que eles aceitariam se a guia tivesse informando um dos 3 shoppings (Eldorado, Ibirapuera ou ABC).
    Incrível, mas olhei o site agora da Polícia Federal e eles mudaram o procedimento nos shoppings. Eles estão atendendo 100 pessoas por dia em cada shopping e (ao invés de distribuir as 40 senhas) por ordem de chegada. Mudou de um dia para outro. Vou passar lá na quarta feira e conferir.

  13. Fala mestre!!!

    Cara, tava show demais lá… ruim é voltar depois né? Mas é isso aí.

    Tchê, as tuas dicas são sempre um sucesso e muito bem-vindas. Manda ver que a gente vai adorar publicar no destemperados.

    Ah, já tem algunas cositas do Chile lá. Check it out!

    Grande abraço, e estamos no teu aguardo😎

    Diogo.

  14. Jorge, eu tenho mesmo que passar pelo Piauí, é aniversário de 72 anos do meu pai na cidadde “Natal”, interior do Piauí. O roteiro lógico é seguir Teresina e Parnaíba. Vou ver se encontro uma maneira de fazer os Lençóis. Obrigada mais uma vez. Valeu.

  15. Oi Jorge!
    Achei o relato no post bem bacana, todo detalhado. E vocês realmente deram sorte em relação ao atendimento. Aposto que está se saindo o maior pai babão, todo empolgado por poder viajar com a filhota pela primeira vez!
    Eu também voltei ao Pain et Chocolat esses dias e realmente foi muito difícil estacionar devido a loja de sapatos. Mas não reclamo, afinal, como toda mulher, achei a loja um espetácilo! rs
    Abraços!

  16. Sobre a cor do passaporte, há um ditado que parece sempre se encaixar: se algo pode ser piorado, será.
    Vá se acostumando, Jorge, pode levar a Clara a Paris, Roma, pro Katmandu, mas ela vai gostar mesmo é do Sítio do Carroção.
    Beijos à Clara e à Tati.
    Abração procê.
    Maria Estela e Beto

  17. Aqui no Rio vou pagar 240 Reais para um “despachante” ficar na fila e pegar uma senha pra mim….

  18. Deve ser uma fofura esse passaporte com a foto da bonita🙂
    Aliás, eu acho que devo ter me perdido no meio das conversas? Você já se decidiu para onde vai com a pequena, Montevidéu ou Buenos?
    Beijo para todos!

  19. Beto, a Clara vai comigo onde der até que ela consiga decidir sozinha para onde ela quer ir. Se ela quiser ficar no Carroção, estará bom para mim também🙂 Sério, eu penso que agora ela não curtirá nada e talvez um tempinho no playground fosse mais legal, mas para nós, os pais, estar com a pequena durante uma viagem bacana…. não terá preço, será inesquecível. Seremos nós que curtiremos demais estar com ela!!!

    Arnaldo, vi na Folha de SP hoje que estão cobrando também na fila da PF na Lapa aqui em SP também. Entre 400 e 500 Reais, assim, está valendo mais fazer isso no Rio🙂

    Emília, o desejo é levá-la à Europa. Estamos ainda discutindo o roteiro. Possivelmente, Amsterdam… Montevidéu e Buenos Aires estarão muito frias nessa época do ano. Prefiro esperar um pouco.

  20. Arnaldo, uma amiga do Rio me deu a dica de Nova Iguaçu – parece que o posto da PF lá é bem vazio, sem filas.

    Jorge, eu vou tentar no Ibirapuera primeiro – vou fazer como você – amanhã vou almoçar no shopping e dar uma espiada…. mas vou levar o docs, quem sabe não é meu dia de sorte….
    Ou então vocês me emprestam a Clara, que tal? Tenho certeza que um bebezinho derrete o coração até do PF mais durão…hehehe…

  21. Carla2, a Clara é chegada num passeiozinho, se for num intervalo de mamadas ela dá um pulo com vc lá🙂

    Acho que não vai precisar, hoje parte da equipe era outra e o atendimento continuava bem atencioso!

  22. Valeu pelo link Jorge. Quero ver se essa semana eu ainda consigo colocar um post sobre Tormina lá. Quanto ao passaporte de Isabella, não tenho reclamações a fazer. Pelo contrário. Só elogios. Ontem tiramos a foto, preenchi os formulários, peguei a guia e paguei. Hoje pela manhã fomos lá na Polícia Federal – já esperando o pior, mas não! Pegamos uma senha preferencial e nem precisamos sentar para esperar, logo desocupou um guichê e entregamos a papelada. Nos disseram que a entrega seria em 11/07 e surgiu uma dúvida quando a impressão digital pra quando fossemos buscar o passaporte, se seria do dedão da mão ou o pé inteiro (pra vestir a moça com uma roupa que fosse fácil de colocar o pé de fora). A moça perguntou a um colega que disse: Vê com o supervisor se não dá pra fazer agora (a Andrea – minha esposa – disse: esse deve ser pai”). Enfim, dez minutos mais tarde a Isabella tava sujando o dedão da mão direita e nós saindo com o passaporte na mão. Tá aqui. Verdinho que só ele, esperando ser carimbado.

    Carla2 – com certeza um bebezinho derrete o coração de qualquer um.

  23. Luciano, que otimo que deu tudo certo. Acho que nos veremos na Europa, nao e’ isso? Um abraco, Jorge

  24. Isso mesmo Jorge. Vamos fazer Frankfurt – Viena – Budapeste – Praga – Karlovy Vary – Frankfurt. Já estamos nos preparando. Até compramos um carrinho só pra viajem, no Carrefour por 39 reais! E vocês, já definiram o roteiro? Abraço.

  25. Jorge, sua dica foi valiosa para um alto executivo aqui da empresa! Ele foi ontem por volta das 17hs na PF do shopping e em 5 minutos foi atendido! Obrigada, me ajudou a ficar “bem na fita” hehehehehe.

  26. Angela, fico feliz por vc e orgulhoso por ter ajudado. Não esqueça de depositar uma contribuição na conta do GiraMundo quando sair sua promoção, ok? 🙂

  27. Jorge, Boa Tarde!
    Obrigado pelo relato!
    Vou tentar chegar mais tarde do shopping Ibirapuera e tentar tirar o passaporte, haja vista que fui esta manhã e fui surpreendido pois havia uma placa dizendo que eu deveria ter chego as 4h da manhã para retirar uma senha para ser atendido após as 12hs. Até parece brincadeira!!!!

  28. Marcello, tomara que dê tudo certo. Avise aqui depois como foi a sua experiência. O serviço de passaportes da DPF vive mudando o tempo todo.

  29. Ola Jorge! O jeito vai ser tentar chegar la no posto do DPF do Shop. Ibirapuera por volta das 16:30 hs… Ontem estive la as 13 hs so pra ver como anda o procedimento, pois preciso renovar o passaporte da minha, tambem Clara, de 1 ano e 10 meses. Encontrei uma fila enorme com pessoas MUITO nervosas que estavam la desde as 3 hs da manha… Uma funcionaria do DPF apareceu e me disse de maneira muito rispida que eu poderia agendar um horario para daqui a UM MES, ou “madrugar” na fila, ou ainda tentar na Lapa… Fiquei desesperada, pois toda essa coisa de madrugar,espera, fila e senha nao vai ser nada facil com uma pequena de 1 ano e 10 meses….

  30. Jorge, como foi a viagem com a Clara? Já li que se comportou super bem! Estamos embarcando em 15 dias com a Isabella e queria saber como anda a restrição quanto a líquidos a bordo? Tá liberado daqui pra lá? E de lá pra cá? Já estamos começando a planejar a arrumação das malas e onde colocar água, NAN, papinha, fralda, …. Abraço, Luciano

  31. Luciano,

    Eu vou colocar os primeiros posts sobre nossa viagem neste fim de semana. Olha, foi espetacular. Vcs vão adorar!

  32. Pingback: Viagem com bebês: Triatlon no aeroporto! « Gira Mundo

  33. jorge, estava procurando no google informações sobre viagens com bebes e vc tirou muitas duvidas, foi ótimo ter parado pra ler sua história! mas tenho uma duvida.. não sei se vc poderia me ajudar… eu quero viajar com meu filho q está quase completando seis meses. Eu sou casada, meu marido está no Japão. Me pediram duas autorizações do meu marido, uma para tirar o passaporte e outra para viajar e deve ser feita no consulado. Meu marido não tem folga, faz uns 3 meses que eu pedi os papéis e ele não conseguiu tirar por falta de tempo. Será que tem outro jeito, a minha cunhada tem a procuração do meu marido, será que ela não poderia estar autorizando a viagem?
    já estou ficando aflita pois eu queria viajar antes de dezembro e já estamos entrando em outubro.
    bom.. é isso por favor se puder ajudar eu agradeço de coração!

  34. Cintia, se o seu garoto é cidadão brasileiro, você vai precisar de uma autorização do pai para sair com ele do Brasil. E se o pai está no Japão, ele vai precisar autorizar as duas coisas mesmo, a emissão do passaporte e de saída do Brasil acompanhado apenas da mãe, conforme você foi instruída. A Polícia Federal é super exigente com isso, não tem jeito. Nem adianta ir até a Delegacia da Polícia Federal. Não sou advogado, mas não acredito que a procuração que sua cunhada obteve seja explícita nesse sentido em autorizar a viagem desacompanhada de filhos e emissão de documentos como passaporte. Duvido que ela tenha uma procuração com esse tipo de detalhe… Normalmente procurações são feitas pra dar poder de compra, venda, diretos, etc.
    Acho que não haverá outro jeito, ele terá que ir ao consulado…

  35. oi george, ja estou com as autorizaçoes, os formularios e as guias, pq eu tbem preciso renovar o meu passaporte. Vou pagar tudo, preparar todos os documentos e passar la no posto do shopping eldorado sem agendar…vamos ver se tenho sorte de ser atendida no dia!

  36. Cintia, eu dei muito mais sorte no Shopping Ibirapuera… Depois passa aqui e conta como foi.

  37. Olá George!! Deu tudo certo!! Mas…com certeza foi por que eu levei meu filho nos braços até lá rsrsrs Cheguei às 15 hrs e o segurança que estava na porta falou que só atendem com agendamento. Depois ele viu que eu estava com meu filho, duas bolsas e mais duas pastinhas com os documentos tentando me equilibrar e foi lá dentro chamar um senhor. Eu mostrei os documentos que estavam todos certinhos e ele deu um jeito de me encaixar! Bom.. valeu a pena o esforço de carregar um monte de coisas para fazer um draminha senão eu teria que agendar para o fim de novembro! Graças as suas dicas de experiência! Depois quero saber o que eu posso levar para alimentar meu filho na viagem… que dura mais de 24 horas !

  38. Cintia, que ótimo que deu tudo certo… E agora, você vai precisar tirar visto para o Japão?

    Olha, sua situação tem tudo a ver com o meu último post no ar que fala sobre os passeios com o bebê!!!

    Boa sorte,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s