Viagem a trabalho: Filosofando no metrô de Londres

see-london-in-a-world-of-your-own.jpg

Depois de alguns dias sozinho, longe da esposa e da filha, sem ninguém para conversar no meu idioma, eu tive um dia instrospectivo. Por algum tempo, passei a questionar tudo! Foi o cartaz acima que me despertou para isso numa dada manhã de sei lá que dia…

jubillee-corridor.jpg

Uma pergunta que não queria calar: Mas afinal, por que será que aqui eles não respeitam a mão inglesa?🙂

Entre várias coisas não muito importantes que parei para prestar atenção, notei, finalmente, algo óbvio que estava ali todos aqueles dias sem que eu notasse. Há agora muito policiamento nas estações. Imagino que afora os postos policiais dentro das estações, novidade para mim até então, deve haver dezenas de policiais a paisana circulando também.

Além do tradicional “Mind the gap”. Ouvem-se também pelos alto-falantes dos trens e das estações os avisos sobre objetos suspeitos deixados em todos os cantos, como nos aeroportos. Mas, não há histeria, mesmo no dia seguinte em que um carro-bomba havia sido desmantelado perto da estação Piccadilly, o clima era normal, a única diferença era que o trem havia chegado à minha estação (a primeira depois de Piccadilly) mais cheio do que o costume, pois aquela estação havia sido fechada.

(Breve parêntesis: andam me falando que eu atraio esse tipo de coisa. No dia seguinte, um outro carro havia sido descoberto na avenida do meu hotel. No momento que seguia para Heathrow para vir embora, o Exército estava chegando também e vistoriando os carros, pois havia acabado de explodir um carro no aeroporto de Glasgow. Na última vez que eu havia estado em Londres, houve um grande blecaute suspeitíssimo. Eu estava em Downtown NY no dia 11/09… Caramba, mais um pouco, vão achar que sou um sujeito suspeito).

    piccadilly-billboard.jpg

Eu fiquei pensando no propósito deste aviso deixado em todas as estações da linha Piccadilly em um dos dias em que passei por lá. Será que o propósito deste aviso não era também deixar a população mais tranqüila de que não havia acontecido nada “ameaçador”? Seja lá como for, achei um ótimo exemplo de respeito ao cidadão. Muito bacana.

escalera-hyde-park-corner.jpg

Como sou um sujeito positivo e escaldado, esqueci esses assuntos nada agradáveis e terminei concluindo que circular pelo metrô de Londres é uma forma de conferir ótimas dicas de viagens. Nestes quadrinhos que distraem os passageiros nas intermináveis escadas rolantes, você pode aproveitar de tudo um pouco para sua viagem: os novos shows, os melhores passeios fora da cidade, as melhores tarifas de seguro de viagem, as melhores ofertas de passagens low-fare… Quer ir à Calgary por 115 Libras, confere no metrô! 🙂

Veja, também, na série Viagem a trabalho:

* Chegando no escritório com bom humor
* Aproveitando o pouco tempo livre
* Onde se hospedar
* Londres-viajando a trabalho

9 Respostas para “Viagem a trabalho: Filosofando no metrô de Londres

  1. Ei, adorei as fotos!
    Parecem dias lindos!!

  2. Putz meu, vendo as tuas fotos me deu um aperto no coração…

    Aaahh, que saudades…

    Abração

  3. Jorge,

    Essa série está ótima de ler! Super fotos.

    Quero mais!

    Um abraço

  4. Jorge,

    Mandou bem. Descreveu exatamente o que acabei de ver pelas ruas e metrô de Londres. Só achei que a cidade está com mais cara de NY. Eles fazem questão de andar com todos os carros de polícia com as sirenes ligadas. Talvez isso funcione para lembrar que há polícia em todo o canto, mas é chato tanto barulho.

  5. Ah, a péssima notícia é que estarei trabalhando na Itália bem na semana que você vem pra cá.

    Volto no dia 29/7.

    Nossa cerveja e a Convnvenção fica para próxima.

    Abração!!

  6. Márcio, puxa que pena! Vc precisa parar um pouco aí em Amsterdam!!!! Fica pra próxima. Qualquer hora, vc dá um pulo aqui em SP.

    Rodrigo, tem ainda vários outros posts que quero colocar. E ainda vai faltar os de Estocolmo!!! Preciso de tempo! Sabe alguém que tem isso?

  7. JB, me acordé muito de você issos días que pasó lo de los coches bomba. Menos mal que no pasó nada, hubo suerte.
    Carmen

  8. Carmen, a Tati e a Clara ficam felizes que os amigos se preocupam comigo! Obrigado, eu não costumo ficar preocupado com essas coisas, mas confesso que desta vez, eu fiquei ansioso de que pudesse acontecer algo como há 2 anos atrás aconteceu em Londres e de repente se fosse no aeroporto, eu tivesse que adiar meu retorno. Eu estava morto de saudades delas aqui.

  9. Pingback: Blog de Viajes » Blogs sobre viajes y turismo, resumen 34

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s