Viagem a trabalho: onde se hospedar

Cheguei a Londres em uma quinta feira pela manhã.

Maior correria, eu já estava atrasado para o meu compromisso, graças aos controladores de Guarulhos que seguraram o vôo por 1 hora na partida.

Eu precisava chegar a Canary Wharf (a leste do centro de Londres) que fica literalmente lá na casa do canário… Como gosto de chamar esse distrito comercial de cerca de 7 anos que rivaliza com a City em número de sedes de grandes empresas na cidade.

vista-da-city-a-partir-da-margem-sul-do-tamisa.jpg
Vista da City (principal centro financeiro da Europa) a partir da margem sul do Tâmisa.

Cheguei um pouco atrasado, mas resolvi meu dia. Não antes de concluir que Canary Wharf está bem melhor do que há 4 anos quando eu havia estado ali pela última vez. Tem mais vida, mais gente, mais opções, parece que está sendo integrado com a cidade.

Este bairro e toda a região de docas a leste do centro da cidade foram reconstruídos por volta da virada do milênio celebrando não só a virada, mas também o jubileu da rainha. A mais nova linha de metrô chama-se Jubillee, no final desta linha está o Millenium Dome. O Reino Unido vivia o auge da era Blair, quando a economia crescia em ritmo chino-europeu. Não, as coisas não estão ruins não, apesar da euforia já não ser tão grande, achei Londres ainda mais próspera desta vez do que da anterior.

canary-wharf-ao-longe.jpg
O distrito de Canary Wharf lá ao longe, visto da Tower Bridge.

Canary Wharf é um bairro moderníssimo onde deve estar a média salarial mais alta da cidade. As empresas mais importantes estão sediadas aqui e as que ainda não vieram, estão se mudando. Ainda assim, trata-se de uma “ilha” que poderia estar em qualquer lugar do mundo: Nova Iorque, Bangalore, Tóquio, São Paulo, Cidade do México, etc.

E por isso mesmo, não diz absolutamente nada sobre Londres, sobre a Inglaterra ou mesmo sobre a Europa, apesar de estar junto de uma curva interessante do Tâmisa.

Conclusão: Canary Wharf está para Londres como a Berrini está para São Paulo. Então a pergunta é: você se hospedaria na Berrini se tivesse que vir a São Paulo sozinho para trabalhar?

Ainda que no meu caso eu precisasse estar ali a maior parte do meu tempo, para cumprir o 10º mandamento Gira Mundo, a resposta só poderia ser NÃO.
Eu não quis me hospedar nos ótimos hotéis de Canary Wharf.

canary-wharf-de-perto-do-dlr.jpg
Canary Wharf de perto, da estação do DLR (Docklands Light Rail – trem que o bairro liga à City e ao aeroporto London City)

Se você vai viajar a trabalho e quer poder aproveitar um pouquinho da cidade que vai te receber, você precisa escolher bem o endereço do seu hotel. Na maior parte das vezes, o endereço comercial que você precisa chegar para trabalhar não é o melhor lugar para se hospedar e na maior parte das vezes, vale a pena, ficar mais longe um pouquinho do escritório e não correr o risco de cair no tédio em uma cidade espetacular como é Londres.

As minhas opções eram:

1) Ficar em um hotel no bairro pasteurizado ao lado do escritório e gastar 5 minutos por dia caminhando, ou;
2) Gastar 1 hora e um pouco por dia caminhando, tomando metrô, fazendo longas “baldeações” (termo paulista para conexão no metrô), trocando o confortável café da manhã do hotel pelo trem cheio de todas as manhãs londrinas.

hyde-park-corner-do-hotel.jpg

Fiquei com a segunda, hehehe. Eu procurei um canto em Hyde Park Corner na lista de opções que me foi entregue. Toda empresa tem uma lista de opções, então pegue a lista e procure descobrir onde está “a cidade”. No meu caso, valeu a pena, sente só a vista (acima) às oito horas da noite!!!! Até o tempo estava me ajudando toda vez que eu saía do trabalho, hehehe.

8 Respostas para “Viagem a trabalho: onde se hospedar

  1. Pingback: Viagem a trabalho: aproveitando o pouco tempo livre « Gira Mundo

  2. Jorge Bernardes, tenía muchas ganas de volver a leer algún post suyo.
    Seguro que fue un buen viaje, pero le faltaba su familia para que fuera un viaje redondo, perfecto.
    Gracias por compartit con nosotros sus experiencias. Este invierno, pienso ir a Londres y seguiré sus consejos.
    Beijos a sua “family”.

  3. Perfeito, Jorge! Aliás, nada como se hospedar perto dos parques londrinos… Na minha opinião, equivale a estar perto da praia no Rio de Janeiro!

  4. É incrivel mesmo como é importante o lugar
    que a gente escolhe para dormir .
    Esta talvez seja a escolha mais importante de uma viagem ( para mim é ).

  5. Em qual hotel afinal você ficou???

  6. Jorge,
    muito legal a série de posts; fotos , textos, tudo! Adorei🙂

    Quanto ao 10o mandamento do Giramundo, você já foi a trabalho para o México? Acho impossível ficar hospedado longe do trabalho por lá. Passei infinitas noites assistindo TV no hotel, porque n’ao arriscaria ficar hospedada no centro e gastar 2 horas de taxi pela manhã (no mínimo!) para chegar a empresa😦 . Neste caso, o parâmetro de comparação não seria a Berrini (que ainda é bem perto da parte boa de Sao Paulo…). Acho que área industrial do México está mais para Suzano!!

  7. Que legal! Quantos comentários!!!!

    Carmen,
    Quase levei a família, perfeito também teria sido se eu não tivesse que trabalhar hehehe.

    Carla, Sylvia,
    Normalmente a localização é o que transforma uma viagem muito legal em uma excepcional!

    Luciana, Hotel Intercontinental.

    Lena, eu nunca estive no México, mas no caso de ter que viajar para um lugar como Suzano, vindo da Europa por exemplo, o plano precisaria mesmo ser adaptado… Eu procuraria um lugar para me hospedar tipo o Blue Tree de Mogi e não voltaria para casa sem esticar um fim de semana num lugar legal como SP ou Rio.🙂

  8. É Jorge. Neste casos o jeito é emendar o fim-de-semana, trocando de hotel, e aproveitar apara passear😉
    Espero que tenha tempo logo para terminar a série de posts!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s