Em busca do sol das onze da noite…

welcome-to-stockholm.jpg

Desde que ganhei o meu primeiro globo terrestre aos 7 anos eu penso em conhecer a Escandinávia. Na época, eu tinha três grandes sonhos: Egito, Austrália e Escandinávia.

Eu quero ler mais sobre o Egito antes de planejar essa viagem. A viagem da Austrália eu me dei de presente quando terminei a faculdade e a Escandinávia…, bem a Escandinávia eu tenho comido pelas beiradas.

Este ano, eu viajei a Londres a trabalho e passaria dois finais de semana lá. Coincidentemente, um deles seria o mais longo do ano no Hemisfério Norte (23 e 24 de Junho).

Imediatamente, eu me lembrei da Escandinávia, do sol da meia noite…

Numa viagem anterior à Londres, também no verão, eu estiquei a Copenhagen, meu debut por terras escandinavas.

Um final de semana não seria suficiente para eu explorar os fiordes da Noruega (como o Breno fez), nem os lagos da Finlândia, mas uma escapada à capital sueca, isso dava pra fazer.

Tão empolgado que fiquei, saí buscando um bilhete barato para Estocolmo a partir de Londres… O meu amigo Rodrigo Purisch teria ficado orgulhoso de mim, eu corri para o Skyscanner até porque Londres é a capital das cias low fare. Quase todas as européias operam lá, mas… Peraí, um fim de semana e eu vou de low fare, será que vale?

Não, não vale. Tinha passagem de ida e volta por 50 libras com taxas, mas a esse preço, eu precisaria descer em um de dois aeroportos a 100 kms de Estocolmo (Vasteras ou Skavsta) e partiria de Luton ou Stansted que ficam também muito longe do centro de Londres. Se eu não precisasse voltar certinho no domingo à noite e sair na sexta depois do trabalho, eu talvez tivesse arriscado, mas como não era o caso, eu busquei a melhor oferta possível entre os aeroportos internacionais mais centrais: Heathrow e Arlanda que estão conectados ao centro de suas respectivas capitais pelos modernos Heathrow Express e Arlanda Express.

A empolgação foi tanta que eu gastei USD 300.00 no bilhete sem raciocinar direito. Só depois que comprei o mico-ticket não reembolsável e que não permitia alterações é que eu me dei conta que no final de semana mais longo do ano na Escandinávia é também um feriado prolongado, até porque sol lá é luxo e eles celebram o evento como nós celebramos o Ano Novo, com festa, pouco trabalho, todo mundo no campo, exatamente como eu havia lido no juvenil “Mundo de Sofia”. Epa, sabe o que isso significava?

Não vai ter ninguém em Estocolmo, vai estar tudo fechado!!!!

Bom, eu gelei, corri para o Trip Advisor e estava lá um nativo relatando: se vier a Estocolmo e quiser conhecer suecos, não venha durante o Midsummer Holiday. Pareceu mais mico que pular Carnaval na Serra Gaúcha.

Mas que droga, eu passei a vida querendo conhecer esse lugar e quando surge uma boa oportunidade parece que fiz a pior das escolhas.

Agora, não tem jeito, eu vou ter que ir e ver no que vai dar…

pousando-em-arlanda.jpg

Era exatamente nisso que eu pensava enquanto o avião da Scandinavian se aproximava para baixar em Arlanda…até que…

– Ei, não pousa não! Pelamordedeus! Segue reto mais um pouco, tem muita nuvem lá embaixo, vai esconder o sol das onze da noite, segue mais um pouco aí comandante!!!!

6 Respostas para “Em busca do sol das onze da noite…

  1. E aí e aí?? Volte conte o resto!!

  2. Curiosa…

  3. Tá maneiro (como se fala aqui no Rio!)…

  4. Ai, Ai, Ai… deixar a gente assim nesta curiosidade, não vale! Conta o resto, pô! :-))

  5. Tô ralando nisso agora. É que eu tava escrevendo ontem à noite e me deu um sono….🙂

  6. Conta para mim, estou curiosa tambem

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s