Bath: City-tour assim, eu “recomeeeeindo”!

    guias-giramundo.jpg

Olha a equipe do “Receptivo”: Guias GiraMundo!

Não gosto de city tour! Está inclusive nos meus mandamentos de viagem. Simplesmente não combina com meu jeito de viajar, mas visitar uma cidade nova em companhia de amigos que conhecem bem o lugar…Taí um city tour que eu fecho na hora e faço com gosto!

Foi assim que eu conheci Bath. Num city tour relâmpago e com tempo péssimo! Mas com 2 guias só pra mim.

Quando meu amigo do trabalho, Handy-Andy, se ofereceu para me levar à Bath, eu topei na hora. A simpática esposa dele, Lou, é de lá e eles viveram 15 anos na cidade. Ao saber disso, eu sabia que não poderia perder o programa. Era a minha chance de conhecer algo Além-Heathrow… Mudei meu bilhete de retorno de sexta para o sábado só pra fazer city tour.

Combinei com o Andy que a gente se encontraria na estação de trem próxima da casa dele em Winchester. Uma localidade “high class-beautiful people” a sudoeste de Londres. De lá, eles me levariam à Bath e me deixariam em Heathrow na volta. Pô, city tour + traslado, isso é quase um pacote!

bathii.jpg

2000 anos de História em 5 curtos parágrafos!

Contam os livros de História ingleses que Bath foi fundada pelos Celtas da tribo Dobunni que descobriram as fontes termais. Eles acreditavam que as fontes eram sagradas. Diz o folclore inglês que um príncipe dessa tribo (Bladud) havia contraído lepra e foi curado com aquelas águas. Lenda ou não, assim como hoje, tudo o que não podia ser explicado era atribuído a Deus e/ou sua equipe, então, desde sempre, Bath foi um lugar sagrado para todos os povos que conquistaram a região.

Os Romanos chegaram e sempre muito pragmáticos, conquistaram o novo território, dominaram o povo e… acharam melhor não mexer com a crença do povo nativo, afinal era assim que eles faziam. Assim, os Romanos respeitaram os costumes e crenças dos Celtas (Também não sabiam explicar a origem das fontes) e confirmaram a atribuição aos Deuses para não arrumar mais encrenca… O negócio deles era o trabalho explorado, os recursos, o comércio, etc)

bathiii.jpg

O que os Romanos não podiam abrir mão era de trazer a “infra”. Sim, disso eles entendiam.
Recém chegados do clima ameno do Mediterrâneo, eu imagino que eles viram as fontes ali “underdeveloped” e pensaram:

“Isso aqui daria um ótimo spa! Mão na massa, escravos!”

Foi daí que surgiram as termas mais “quentes” que o Império construiu fora de Roma!

Os Romanos foram colocados pra correr pelos povos Bárbaros da Irlanda, Escandinávia e do norte da Grã Bretanha e, mais recentemente já em tempos Victorianos, a família Real mandou construir um monte de coisa sobre as ruínas Romanas, porque eles se achavam os tais e precisavam de uma infra mais atualizada para curtir as águas quentes.

Através de 2000 anos, mudaram-se os atores, mudaram-se os cenários, mas a História se repete sempre igual. Eita, Evoluçãozinha lenta!

Veja só, eu soube de tudo isso ainda no carro, antes de chegar à Bath. Quando chegamos, a História ficou bem pessoal.

jardins-em-bath.jpg

A História que vale um city tour

Fazia anos que o Handy-Andy e a Lou não visitavam a parte histórica e central de Bath e assim que o passeio começou, notei que aquilo estava funcionando quase como uma regressão para eles… Ao virar a cada esquina, histórias e mais histórias passaram a ser lembradas e os papéis se inverteram, o passeio era deles, já não era mais meu. Eu era um simples Brazilian excuse.

casa-da-lou-em-bath.jpg
Casa onde a Lou cresceu em Bath. Ela ficou feliz por eu ter batido a foto e enviado pra ela. Em visita turística pela cidade, você bateria uma foto dessas?

Mas é aí que o passeio fica mais legal. Eu não teria gostado tanto de Bath se não tivesse ouvido, visto e dado risada com as histórias deles. A igreja onde o Andy tocava violão na porta pra levantar uns pounds, o pub onde eles se conheceram, o rio onde eles nadavam depois das aulas e tantos outros lugares não teriam sido tão especiais se não tivesse uma história de fundo tão interessante para se ouvir. Foi um barato!

rio-em-bath.jpg

E se não fosse por eles, eu também não teria conhecido o Café Rouge, um legítimo restaurante de cadeia de sangue inglês com tema francês que é Bom-Bonito-Barato. Eles me falaram que os franceses acham um crime uma cadeia inglesa de restaurantes “tipo francês”, mas eu achei ótimo, o atendimento é ótimo, as refeições são deliciosas e o preço bem acessível. O mínimo que eu poderia fazer era pagar o almoço pra eles.

    bath.jpg

Curiosamente, a última parada do city tour foi no lugar mais turístico de Bath, as Termas Romanas! Meus guias me deram o ingresso, um livrinho e ainda alugaram o aparelho para eu ouvir toda a História do lugar com detalhes. Isso é que são guias!!! (Eles devem ter mesmo gostado do tour que fiz pra eles no Rio e SP quando estiveram no Brasil).

Não posso deixar de dizer que as Termas são realmente tudo aquilo que eu ouvia falar e que valem a viagem. Curti demais!

E teve mais, teve passeio extra! Sem custo adicional, meus guias passaram por Stonehenge, mas o tempo estava inglório, nada convidativo.

stonehenge.jpg

Eles pararam o carro, eu desci e com o pé cheio de lama e muito vento frio de verão inglês na cara, consegui constatar que Stonehenge só vai me interessar mesmo se em algum dia, algum amigo bem entendido do assunto OVNIs e ETs voltar a me levar lá🙂 . Do jeito que eu vi ali, todo mundo em ônibus de excursão seguindo o guia com guarda-chuva e bandeirinha, eu tô fora!

28 Respostas para “Bath: City-tour assim, eu “recomeeeeindo”!

  1. oi Jorge,
    começei o domingo super bem com seu relato. Foi ótimo, adorei! Alias já te falei que gosto muito dos seus programas e mais ainda do seu jeito de descrever. Em que data vc fez este “city tour”, foi agora no verão?

  2. Hehehehehehehehe, adorei…

    E as fotos tão bem legais tbm. Adoro a receptividade daquele povo. Não é à toa que London é a minha cidade do coração!

    Cara, e diz uma coisa… sou maluco pra ir a Stonehenge, mas já perdi um pouco da curiosidade. Qto tempo fica de London, de carro, hein?

    Abração

  3. Elisa, estive em Bath no finalzinho de Junho e o tempo estava péssimo e depois que estive lá, ficou pior ainda. Verão esse ano na Inglaterra, só no ano que vem. Já foi e não teve.

    Diogo, olha Stonehenge, eu não sei se voltarei um dia não, mas fica bem perto de Londres, cerca de uma hora de carro. O ônibus de turismo deve levar um pouquinho mais.

  4. Jorge B,
    Qué bueno poder leer algo suyo otra vez.!!!.

    Este verano llovió mucho en Inglaterra.
    En España veíamos las imágenes de muchos lugares de Inglaterra desbordados con tanta agua.

    Jorge yo fuí en moto a Stonehenge y me pareció lejos de Londres. Iba asustada en la moto observando a los conductores que iban en sentido contrario. Como circulan en otra dirección, siempre pensaba que nos atropellarían.
    Beijos e ate logo.

  5. Muito legal, Jorge! A foto do rio em Bath é igualzinha a minha, só que comigo debruçada na mureta. Quando fui, era maio e o dia estava lindo!! Os gramados daqueles prédios em semi-círculo completamente lotados de ingleses aproveitando o sol🙂
    Pena que você pegou tempo ruim em Stonehenge…

  6. Lena,

    Eu achei demais os prédios em semi-círculo. Acho que vou editar o post para adicionar uma foto dessas.

  7. O tempo não anda cooperando com você….

    Como você disse, são as pessoas que fazem a ciadade. As histórias, lembranças dão um colorido muito especial em um passeio desses.

    Jorge,
    Quando vier a BH, fazemos um city tour caprichado!

  8. Acho que eu já falei isso em algum lugar, mas para mim Bath sempre vai me lembrar da Jane Austen (eu sei, é um vício…). O ‘Crescent’, esses prédios em semi-círculo, os Pump Rooms…tento confrontar as fotos com a cidade que eu tenho na minha imaginação…
    E que casal simpatia!🙂

  9. Melhor coisa é esse tipo de passeio com quem conhece mesmo a região!

    Muito bom!

  10. Pois é JB… mas, como tu mesmo disse, não voltará mais. Agora, pra chegar a essa conclusão, teve que ir uma vez, né? Hehehehe!

    E aí é que tá, acho que dessa indiada eu não escapo. Pelo menos pra depois poder dizer – como tu – que jamais voltarei lá😉

    Abração

  11. Rodrigo,
    Uma hora a gente aparece aí em BH. Deixa estar. Estou mesmo precisando de uma viagem! Rio, POA e BH estão nos planos.

    Emília, o casal é mesmo 10. Preciso colocar a foto dos prédios em meia lua!!!!! Esqueci.

  12. Jorge,
    Sempre quiz conhecer Bath, agora estou conhecendo e passeando um pouco por lá por seu intermédio, muito legal mesmo.
    Vi muito dessas máscaras romanas lá pela Sicília. O post tá lindão, parabéns !
    Beijocas na Clara 🙂

  13. Jorge, obrigadíssimo por ter dado uma passada lá no blog. Eu não comento muito mas acompanho bastante o teu blog, e especialmente os teus comentários lá no VnV. Qualquer dúvida ou precisando de uma receita (isso é que é ser contemporâneo!!) estou a disposição.

  14. Jorge, adorei o texto! A minha religião também não permite jamais que eu pague por um city -tour – mas assim, privativo, com amigos, eu também toparia na hora. 😉

  15. Jorge,
    Muito obrigado pelo seu comentário ao meu Blog. Bath é sem dúvida uma pequena cidade fantástica e muito rica em História que se deve conhecer nem que seja em city tour!!! Visitámo-la a pé, livres e sem pressa no verão de 2005 e gostámos muito! Estivemos 3 semanas visitando o centro de Inglaterra e o País de Gales e ficámos fans! Do Reino Unido e do seu povo!
    O seu blog é uma referencia para mim! Temos gostos semelhantes para escolher viagens e aquele post da Cinque Terre é visitado por mim várias vezes…..está nos nossos próximos planos!
    vamos falando!
    Margarida

  16. Ah, seus amigos são uns amores! City tour assim dá mesmo gosto de fazer.

  17. Pingback: Bath-e-volta « Viaje na Viagem

  18. 😆 A minha foto na ponte deve ser igualzinha à da Lena, debruçada na mureta… Eu teria amado um city-tour em Bath comandado por “nativos” – já gostei da cidade desbravando por minha conta, com direito a historinhas, então!!!

  19. Taí, mais uma em comum. Viajar com amigos locais é absolutamente o MELHOR. Espalhar amigos pelo mundo provoca uma sensação de bem estar indescritível. Né não? Beijos pra Clara e pra Tati (quando nos encontramos em Ilhabela?).

  20. Beto, putz, que vontade de voltar à Ilhabela mesmo!!! Ah sim, amigos espalhados pelo mundo são como meus embaixadores!!!!

  21. Muito bom o seu relato sobre Bath. Creio q eh a viagem ideal qdo se tem algum nativo para dar as dicas q nao estao em nenhum lonely planet…. Tbem adorei as termas e nao gostei de Stonehenge nao, sou cética demais ou mística de menos….

  22. estive hoje em Bath(11-07-08), e adorei, pena que choveu um pouco mas depois abriu o tempo, apenas por pouco tempo, mas claro que valeu a pena!!

  23. Miguel Jose Fontoura Carpinteiro

    Aí Jorge, estava aqui em casa relembrando de 1999 quando estive na cidade de Bath e por curiosidade encontrei sua matéria sobre sua visita a Bath. Vendo as fotos da cidade, foi como se eu estivesse lá novamente…muito legal! Parabéns.

  24. Também passei por lá e gostei mto da cidade. So esqueceste de dizer que lá fica o estudio Real World do Peter Gabriel. Abs.

  25. Eu e minha filha estivemos em Bath, em abril. Um cenário de filme. Arquitetura soberana, jardins maravilhosos. Recomendo o tour diário oferecido pela administração da cidade. Verificar no site oficial de turismos os horários. Tour de graça e de qualidade, com muito humor e conhecimento.

  26. Oie,
    Estarei em Londres em novembro =) Será que seus amigos topariam me acompanhar a Bath pra um super bate e volta no último fim de semana de novembro? =) Adoro city tours assim!!

    Bjs!!

  27. Muito bacana o Blog. Procurei pelo Red Lion pelo google maps e pelo visto fechou. Uma pena! Pelos comentários, parece que era um autêntico BBB.

  28. Adorei Bath!!! pena que fiquei pouco tempo, da próxima vez certeza que voltarei! Aqui está o meu relato desse dia: http://taindopraonde.blogspot.com.br/2013/07/london-baby-dia-6.html e aqui os prós e contras das famosas excursões de 1 dia: http://taindopraonde.blogspot.com.br/2013/07/day-trips-de-londres.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s