Rio de Janeiro com Arnaldo Interata: o super herói das criancinhas!

forte-de-copacabana-entrada-do-arnaldo.jpg
Foto de Arnaldo Interata

Uma hora após ter chegado ao Rio de Janeiro, o telefone toca, eu olho no identificador de chamadas e vejo que é um número da própria cidade.

– Alô, oi, eu sou o Arnaldo do Rio de Janeiro, tudo bem? Do blog Fatos e Fotos de Viagens.

– Oi Arnaldo, tudo bom? Aqui é o Jorge Bernardes do Rio de Janeiro também.

Sim, depois de uma hora na Cidade Maravilhosa, eu já havia incorporado uma segunda identidade, quase carioca.

– Olha só, eu sei que vocês acabaram de chegar e não quero incomodar, eu só liguei mesmo para você ter o meu telefone marcado no seu celular, assim você pode usar em caso de qualquer necessidade, ok? Depois, a gente marca um encontro para nos conhecermos pessoalmente.

Fala a verdade, alguém conhece algo mais gentil do que isso? Nós achamos demais.

O gesto do Arnaldo e da Alice me deu uma idéia. Que tal se a Embratur lançasse uma campanha pra que os brasileiros adotassem um turista na sua cidade. Poderiam montar uma rede online de voluntários que adotariam e ajudariam o turista com a hospitalidade peculiar dos brasileiros. E contato pessoal só seria feito se houvesse interesse de ambos.

Bom, mas não parou aí não, eles foram além e mais do que uma eventual ajuda, o Arnaldo e a Alice nos ofereceram um city tour.

O Jardim Botânico era a sugestão do Arnaldo e que com certeza teria sido um passeio mais apropriado com a Clara do que a minha escolha: o Forte de Copacabana, mas aquele era um lugar que eu andava louco pra ver de perto desde que visitei virtualmente no blog do Arnaldo. Só quem navega nos Fatos e Fotos de Viagem sabe como ficam os lugares capturados pela câmera dele. Eu estava muito curioso pra ver ao vivo.

copacabana-vista-do-forte.jpg
E esta foto é minha mesma… mas aprendendo com quem sabe.

Vou deixar todo o enredo histórico do Forte para ser lido diretamente na compilação de dados que o Arnaldo fez lá no post dele, pois, a verdade é que, não foi nem a história do Forte (que nunca foi usado) e nem a vista de Copacabana o que me chamou mais atenção no passeio.

O que é mais interessante é que existe ali na esquina das duas praias mais famosas do mundo, um segredinho. Uma pequena praia secreta que mesmo poucos cariocas conhecem. Entre Ipanema e Copacabana, escondida pelo Forte, há uma prainha exclusiva. Uma belezinha. (Veja no canto esquerdo da foto abaixo)

forte-de-copacabana-do-flickr-de-leo-wery.jpg
Foto de Leo Wery extraída do FlickR

Bom, o papo rolou solto por um bom tempo. Entre uma coisa e outra, a Tati levou a Clara pra trocar uma fralda debaixo de uma árvore ali de perto, a gente deu o almoço para ela ali, ela dormiu, acordou e continuávamos batendo papo e apreciando a paisagem.

Foi assim até que a gente viu que o “prazo de validade” da Clara estava quase vencendo, até porque estava começando a ficar quente demais. Ela havia sido muito legal conosco, a gente estava abusando porque o Forte é bem perto do hotel em que estávamos hospedados, mas a horinha dela tava marcada. Como um bebê de livro.

Hora de voltar pra casa. A gente precisava dar um descanso pra Clara, dar um banho e deixá-la dormir com calma e temperatura mais amena.

“Vam’bora pro carro!”, disse o Arnaldo.

Mas não deu tempo de chegar ao hotel.

No caminho, a Clara ficou com fome de verdade e estava cansadinha. Abriu o maior berreiro no carro. Eu e a Tati ficamos sem saber o que fazer porque, na realidade, a gente sabia que só havia uma solução: mamadeira. A pequena estava com fome e ela, assim como o pai, não agüenta esperar, não!

Pra ajudar o trânsito ali por Ipanema parou!

Foi quando o nosso guia salvou a Clara. O Arnaldo, em meio ao trânsito parado de Ipanema, largou o volante para buscar a mala da Clara no porta-malas! Ele nem avisou o que iria fazer. Foi e fez. Quando a gente viu, ele já estava voltando com os mantimentos. Fizemos a mamadeira ali no banco de trás e quando chegamos ao hotel, ela já estava mais calma, sem fome e apenas com sono. Pronta para um banho e berço!

E mais uma vez, final feliz! Graças ao super herói das criancinhas! Valeu Arnaldo!

15 Respostas para “Rio de Janeiro com Arnaldo Interata: o super herói das criancinhas!

  1. Clara ainda não sabe andar. Tem só seis meses. Mas foi o ser mais previsível que já conheci na vida.

    Seus pais – que já andaram com ela até pelas Europas aos três meses de vida (!) – são uns privilegiados e sortudos: além de uma doçura extremamente simpática, é de uma previsibilidade que só se encontram em relógios despertadores programados a se manifestarem em determinadas horas.

    Nada mais adequado a viajar com um ser tão pequeno e dependente. Ela “fala” pontualmente e apenas nas horas em que está com fominha.

    Desde que nos encontramos pela primeira vez, no hotel onde a trinca Gira hospedou-se, até chegarmos ao Forte de Copacabana, Tio Arnaldo não havia ouvido Clara emitir qualquer som, mesmo que tenha expressado inúmeros simpáticos sorrisos. Uma simpatia só. E simpatia caladinha e tranquila!

    Nem mesmo aqueles mais previsíveis de se esperar de um bebê Clara emitiu: além de extremamente simpática, é um reloginho! e só se manifesta (com todo o direito!) quando está com fominha. Nem mesmo suadinha e com o calorzinho do Rio a docinho se perturbou.

    Ela é dez! Que companheira de viagem! Que privilégio ter recebido um casal tão simpático e tão admirador do Rio de Janeiro e ainda por cima com um presente que é a pequena Clara.

    NÂO VEJO A HORA DE LEVÁ-LA AO JARDIM BOTÂNICO!

    Maravilhoso ano para a trinca!

  2. Jorge,

    Como sempre o post está uma delícia ! Nossa doce mascote é unanimidade, um amoreco.
    Beijos e votos de um mega 2008 para vocês três,
    Majô

  3. Feliz 2008!!!.

    (Jorge B: Arnaldo nâo é somemte o super herói das criancinhas, também é o super herói das pessoas viajantes e turistas).
    Beijos pra vocês.
    Carmen

  4. As fotos estão maravilhosas! Parabéns! Gostaria muito de ter algo assim no meu site.
    Se der posta alguma coisa lá!

    Forte Abraço e um ótimo 2008!

  5. Jorge,

    Concordo com a Majô e com a Carmen!

    Outor post muito legal e com o heroi das criancinhas e dos viajantes!

    Olha que essa saída do carro foi a voz da experiência do Arnaldo falando!

    Um abraço e um ótimo 2008 para a família Gira Mundo

  6. JB querido, um grande ano pra vocês. Só agora retornei de Punta e tive tempo de ler os blogs amigos. Cara, o teu guia tá chegando essa semana. Espero que aproveitem…

    Depois te mando por e-mail algumas coisas – maravilhosas – que constatei em José Ignácio. A tua escolha foi acertadíssima!!!

    Forte abraço meu amigo.

  7. Olá Jorge Gira, Tati e Clarinha, passei para desejar um ótimo 2008 para vocês! E já tem post novo com o titio Arnaldo, que legal!!! Beijinhos

  8. JB fico absolutamente deleitada com seus textos a respeito da Clarinha, é lindo ver esse amor que tens por ela! Muitas viagens para vocês três em 2008. 😉
    Tenho sentido tua falta no blog do Riq. 8)

  9. Família GiraMundo, um 2008 maravilhosamente feliz e especial para vcs! Que vcs continuem desbravando o mundo afora com a mascotinha do VnV!

  10. Olá amigos! Estamos de volta das férias! Obrigado pelos votos e comentários. Estou com vontade de escrever de novo hahahaha. Agora, aguentem! Obrigado a todos e muitas felicidades para a comunidade neste ano novo!!!!

  11. Chegaram é?! Show!!! Por onde andaram?

    Cara, mandei pelo correio hoje de tarde mesmo o guiazito pra vocês. Mandei uns 2 ou 3 na verdade…

    Depois me diz se chegou “vivo” e o que vocês acharam, tá?

    Depois quero te falar com calma sobre algumas coisas que constatei de José Ignácio. Quando puder me liga com calma que eu digo tudinho detalhado😎

    Abração

  12. Adorei a história do SuperArnaldo!😀
    Só fiquei com uma dúvida: a prainha é esta no canto esquerdo da foto aérea? Entra-se nela através do forte?

  13. Emília: a Praia do Diabo tem acesso pelo final da rua de pedestre que vai até o Arpoador. Não dá acesso pelo forte. Tem uma outra que apenas pulando da pedra da encosta do forte se tem acesso, feito em geral por paticantes do body boarding.

  14. Jorge, em Paris tem uma “organização” cujo objetivo é ajudar os turistas, mais ou menos essa idéia que você colocou no post. Tem um reportagem sobre eles na Time Out Paris.
    _____
    Nós pretendemos ter filhos só daqui 3 anos, pois queremos viajar muito ainda. Mas ver vocês viajando tão tranquilos com um bebê é uma inspiração.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s