Arquivo da categoria: Piemonte

Turim: Museu Nacional do Cinema

museo-nazionale-del-cinema-overviewii.jpg
Já que é para desviar o assunto um pouquinho da França dos meus últimos posts para entrar na Itália, achei que faria sentido começar por Turim, a maior cidade italiana antes da fronteira com a França.
Eu nunca pensei em conhecer Turim, mas Turim acabou aparecendo na minha frente e essa é uma outra história que vou contar num outro post.

Hoje, eu quero falar apenas sobre o Museu Nacional do Cinema Italiano que inaugura a categoria “Blue List Gira Mundo”. Sim, eu vou conferir depois, com calma, se o Museo Nazionale del Cinema está no Blue List do Lonely Planet. Se não estiver, merecia estar. E se não estiver, ao menos na minha humilde lista estará. 😛

A primeira coisa legal sobre este lugar é que ele pode ser visto de qualquer ponto do centro de Turim. O museu foi montado na Mole Antonelliana, uma construção que foi originalmente projetada para ser uma sinagoga. Possivelmente, o ímpeto por construir uma grande sinagoga logo após a liberação do culto judaico na Itália reunificada levou o construtor à megalomania, a sinagoga ficou alta demais para sua base e sofreu muito com sua instabilidade ao longo das décadas… Por isso, ou talvez por não haver fiéis suficientes para manter o espaço, tudo o que havia foi convertido no Museu do Cinema Italiano.
museo-nazionale-del-cinema-fridge.jpg
Na primeira ala, estão expostos os materiais óticos utilizados em projeções de slide que foram os pais do cinema mudo. Em seguida, há uma mostra de técnicas primitivas utilizadas no cinema antigo e o visitante participa com sua própria imagem projetada pelos equipamentos. Interativo e divertido.

Há ainda uma coleção imensa de pôsteres de filmes antigos que desembocam numa área com cenários dispostos numa seqüência cronológica que dão uma dimensão da evolução da indústria. Demais!
museo-nazionale-del-cinema-ceiling.jpg
Mas, o ponto alto está mesmo no meio do museu onde há um vão de 150 metros entre o chão e a cúpula da construção. Nesse espaço central foram colocadas dezenas de poltronas para que os visitantes possam deitar e assistir a trechos de filmes antigos num telão imenso. Há momentos em que as cortinas da cúpula são fechadas para que o ambiente fique escuro e assim possam ser feitas projeções no teto da cúpula. Um espetáculo! É lógico que eles pensaram no som também, há alto falantes dos dois lados de cada poltrona. Total qualidade de som direto nos seus ouvidos e sem incomodar ninguém que esteja passando ao seu lado.
E mais, da parte central do espaço, sai uma passarela em espiral que percorre as laterais da construção com pôsteres de artistas italianos promovendo seus filmes, algo que minha mãe adoraria ter visto.
museo-nazionale-del-cinema-lift.jpg
No grand finale, você toma um elevador que sobe pelo meio da construção até a cúpula a 160m de altura. De lá, há um mirante de onde dá para ver toda a cidade de Turim e se a poluição não fosse tão pesada, os Alpes também.

Fantástico, se Turim não fosse tão legal, já valeria a pena ir até lá só para conhecer este museu.

Anúncios