Arquivo da tag: Viagens com bebês;hospedagem com bebês;hotéis para b

Bebê Plaza Hotel

    berco-intown-roma.jpg

Você conhece o Bebê Plaza Hotel?

Como não? Esta é uma das maiores e mais diversificadas redes de hotéis do mundo!

Presente em todos os destinos de interesse, o Bebê Plaza está de berços e cercadinhos abertos esperando você, bebê moderno e exigente que viaja com seus intrépidos papais e mamães ao redor do mundo!

Entre uma troca de fralda e uma mamadeira, nós descobrimos que nem só de resorts e hotéis-fazenda vive o mundo das viagens com bebês. A resposta é bem simples. Quase qualquer hotel pode se transformar num ambiente hospitaleiro para bebês.

Localização

Comece a escolher o hotel pela localização. Se a cidade for muito grande, pense nas atrações ou passeios que você quer fazer e resuma sua busca por um hotel da região.

Não há prazer maior numa viagem com bebês do que uma simples saidinha do hotel que se transforma no melhor programa do dia.

Invista na localização bem mais do que você investiria normalmente. Menos deslocamentos, menos problemas.

hotelroemer.jpg
Acampamento? Não, quarto compacto!

Escolha o SEU berço

Você escolhe o seu berço, porque o do bebê já está escolhido. Ao que me parece e pela experiência dos 4 hotéis onde nos hospedamos com a Clara nestes 6 meses, os berços oferecidos pelos hotéis são sempre iguais. Parecem cercadinhos, são sempre azuis e são mais confortáveis do que parecem. A Clara não estranhou nenhum deles.

A cama dos pais pode ser king ou queen, você define. A do bebê é só solicitar no momento da reserva e você já sabe como será.

Aproveite esse contato com o hotel para tentar sentir como o seu bebê será recebido. Escreva claramente a idade do bebê e pergunte se há algum problema.

Será na resposta do hotel que você perceberá se o seu hotel alvo é ou não um verdadeiro Bebê Plaza Hotel.

Em inglês, o aviso sobre berços costuma ser algo como “baby cot/crib available upon request”.

    jantar-arabe-sofitel-viena.jpg

Quem precisa de um “Club Sandwich” com um serviço de quarto destes?

Serviço de quarto

Não é essencial, mas se tiver, é bem cômodo. O nosso hotel em Viena tinha um restaurante árabe caprichadíssimo, um dos melhores da cidade. Os mesmos pratos do restaurante eram servidos também no quarto com a mesma qualidade e apresentação, um luxo que valeu a pena!

Quando o hotel não tem serviço de quarto, normalmente a recepção indica um serviço de entrega de restaurantes da região. É uma opção para noites em que não dá pra arriscar jantar fora com o bebê ou quando o jantar-supermercado fica muito recorrente. Ainda por cima, é uma forma surpreendentemente econômica de jantar.

servico-de-quarto-viena.jpg
Jantar a três, faltou fazer a mamadeira da Clara!

Fale com quem entende, os bebês

Ou com os pais deles. Os melhores Bebê Plaza hotéis costumam ser identificados por outros turistas-bebês que já usam fraldas de tamanhos maiores. Procure informações nos comentários de viajantes no Trip Advisor e no Venere.

Use a expressão em inglês “travelling with young children” ou “traveling with babies” acompanhado do nome da cidade pesquisada.

O comentário de uma hóspede americana que viajou com um bebê de 6 meses foi decisivo para escolhermos o Intown em Roma. Jamais pensaria que um hotel daqueles, perfeito para uma viagem a dois, seria tão receptivo com a Clara.

intown-roma-trocador-mesa-de-jantar.jpg
O sofá virou trocador. A mesinha de centro um tatame para o jantar.

Bebês são espaçosos

Bebê Plaza 5 estrelas que se preze oferece quartos espaçosos. Espaço para você transformar uma mesinha num trocador, para o papai não tropeçar no berço, para você deixar um lado do quarto apagado e outro aceso, para acomodar a banheira-pato Juca com conforto.

Faz uma diferença, foi no último hotel que nos hospedamos na Europa, o Hotel Roemer de Amsterdam, que sentimos falta de mais espaço no quarto. Sendo bem justo, talvez esse seja o único defeito desse hotel que é excepcional.

Baby Shuttle

Que delícia é chegar e ter alguém nos nos esperando com uma plaquinha com meu nome. Numa viagem com bebês, isso é mais um exemplo de algo caro que sai barato. Aliás, nem tão caro assim. Em Amsterdam e Viena, o preço foi bem próximo do táxi comum.

E o benefício não tem comparação. O motorista te dá uma força com as malas, você não precisa se preocupar com uma eventual reclamação de motorista de táxi com o tamanho da sua bagagem. Nada!

E o mais importante. Lembre-se de que além da bagagem extra, tem uma “malinha” que não dá pra apoiar no chão e ocupa um par de braços que seriam fundamentais para ajudar o papai a carregar as malas!!!

Acabou de ficar bem barato, não? Eu diria que ficou quase de graça 🙂