“La dolce vita” de bebê

fontana-di-trevi-ii.JPG

    Segundo o meu pai, aquele seria o meu primeiro dia de férias e eu talvez só soubesse o verdadeiro valor disso quando fosse maiorzinha. Sei lá, eu só sei que, naquele dia, eu queria mesmo era dormir até mais tarde.

    Enquanto pegava no sono na noite anterior, eu ouvi meus pais conversando sobre o tal jet lag e se eu sentiria isso. Acho que rolou sim porque eu acordei quase às 10 horas da manhã naquele dia e meus pais já estavam em pé, prontos e animadíssimos. Estranho, normalmente quem acorda primeiro em casa sou eu e eles chegam com a maior cara de sono.

    Outra coisa estranha é que meus brinquedos preferidos estavam comigo no berço, mas aquele não era bem o meu berço. Embora fosse bem confortável, achei esquisito dormir no mesmo quarto que os meus pais. Meu pai ronca!

    Eu mamei muuuuuito, minha fralda foi trocada (eca!) e minha mãe me vestiu só com metade das roupas que costumo vestir. Eu achei que ela iria passar Hipoglós no meu rosto, mas era protetor solar! Por quê? Ela falou também que eu conheceria o Verão naquele dia e que eu sentiria calor como ainda não havia sentido na vida. Verdade!

    Roma no Verão é quente mesmo e estava uma delícia. Do meu carrinho, eu podia ver o céu azul mais lindo que já tinha visto. Os meus pais estavam empolgadíssimos em voltar à Fontana di Trevi, o lugar mais marcante que eles visitaram em Roma na viagem que fizeram 10 anos antes. Dava gosto de ver a alegria deles.

fontana-di-trevi.JPG

    Mas sabe que, depois de comer e brincar um pouquinho, aquele passeio pelas ruas de paralelepípedo começou a me dar um sono… Um soninho tão bom, aquele calorzinho e… quando cheguei à Fontana di Trevi, eu estava dormindo.

    Dormi fundo com aquele calor gostoso, o barulho das águas da Fontana e da muvuca dos turistas. Os meus pais ficaram um tempão lá. O meu pai parecia japonês batendo foto. Eles estavam tão felizes, pareciam crianças.

pantheon.JPG

    Depois de passear na Fontana, meu pai falou que queria ir ao Pantheon, eu já estava mais animada, bem acordadona, mas já ficando com fome.

    Imediatamente, meus pais identificaram uma base pra nos instalarmos. O Ristorante Antonio al Pantheon. Fomos super bem recebidos. Todo mundo veio brincar comigo e meu pai ficou logo de olho na salada caprese. Era cedo para almoço de adulto, estava bem vazio. Foi ótimo, fiquei bem à vontade pra mamar e só depois que eu comi é que eu deixei meu pai comer. Minha mãe me levou lá pra fora pra eu dar os meus arrotinhos enquanto meu pai terminava de comer a tal salada caprese dele.

antonio-al-pantheon.JPG

    No Pantheon eu cheguei acordada. Acordadíssima! Eu podia sentir que aquele era mesmo um lugar especial. Quanta gente veio brincar comigo! Eu era só sorrisos e meu pai era só fotos. Eu podia ver o olhar encantado deles! Adorei ouvir a história do lugar que meu pai me contou. Ele não sabia, ele aprendeu ali🙂

pantheon-interno.JPG

    Voltamos para o hotel quando o sol começou a ficar muito quente no meio da tarde. Foi tão gostoso, meus pais ficaram brincando comigo, depois tirei um cochilo… Acho que eles também….

pantheon-porta.JPG

    No final da tarde – precisa ver como o sol se põe tarde quando é Verão – a gente saiu de novo. Meu pai tava a fim de um espresso e foi direto no café mais antigo de Roma que ficava bem pertinho do nosso hotel na Via dei Condotti. O Antico Caffé Greco foi fundado no século XVIII e meu pai tomaria muuuuuitos espressos ali comigo naqueles dias enquanto minha mãe olhava as vitrines das lojas.

    Depois desse passeio, minha mãe me deu um banho! Minha banheira de viagem é um pato inflável! Tão legal, ele faz barulho e meu pai não gastou cinco minutos para enchê-lo! Foi presente da vovó GiraMundo.

    pato-em-roma.JPG

    Em seguida, mamar e dormir. Eu quase podia ouvir meus pais jantando a comida entregue de um restaurante ali de perto, mas eu precisava dormir.

    Aprendi outra frase em italiano naquele dia: dolce far niente. Isso é que é vida!

52 Respostas para ““La dolce vita” de bebê

  1. Jorge B,

    Se nota que Clara é a sua filha. Ela escribe tan bem (o melhor) que você.
    Clara é uma menina simpática e muito observadora. Seguro que é um placer viajar con ela.
    Se nota que a ela le gusta o pâo!. Ela mira con a sua mâe a escaparate de o PANIFICIO. En esto ha salido um poquito europea, le gusta el pan!!!.

    Bonitas fotos y un texto muy divertido.
    Beijos

  2. Esse post ficou delicioso de ler. A Clara eh uma fofa he, he.

    Tenho certeza que ela tera muito mais pra ver e curitr pela Europa afora.

    Beijos!

  3. Que delícia!!!
    Me deu vontade de ir para Roma AGORA!!!
    Realmente, a Fontana é um sonho. Adorei e tô louca para levar a Luísa.
    Bjs

  4. Oi Jorge, eu li suas dicas sobre NY e queria saber se vc sabe onde encontro loja com roupas Lacoste, Armani etc com preços bons? Alguma dica?
    Obrigado
    Cris

  5. Cris,

    Vá direto ao WoodburyCommon Premium Outlets. Fica fora da cidade, não muito pertinho, mas vale a viagem. É como ir a Jundiaí partindo de SP. Tá lá no mesmo post de dicas de NY. Vc vai encontrar as lojas acima e muitas outras. Aproveite!!!!

  6. Muito obrigado querido.
    Cris

  7. Oi Jorge,
    O relato da Clara ta uma delicia de ler.
    Muito obrigada pelas dicas todas la no VnV. Eu salvei tudinho e quando voltar te digo o que achei. Vou ficar de olho por aqui porque parece que a Clarinha sabe das coisas e pode sair com umas dicas muito uteis.
    Beijos!

  8. Hoje o mulherio passou em peso aqui🙂
    Obrigado a todas!!! A Clara agradece.

    Carmen, a Clara, o pai e a mãe dela adoram pães. Nem sei como nosso sangue não é italiano hehehe.

    Jaqueline, a Luísa vai adorar Roma. Eu tenho certeza de que é a praia dela. Em 2 horas, vcs estão lá… Que inveja!!

  9. Que delícia esse texto!
    Me deu vontade de voltar a Roma – a Clara vai conhecer a Capela Sistina?
    Eu não consegui – cheguei em Roma no dia que o Papa João Paulo II morreu – essa é para contar para meus filhos, aqueles…que vão viajar muito comigo🙂

  10. Sensacional Jorge!!!

    Roma, contado pela Clara, ficou ainda melhor!

    Acho que já te falei mas vou repetir.
    Vocês está incentivando o casal aqui que fica adiando o filho devido a quantidade de viagem a mudar de ideia!!

    Abraço pros 3!!

    Marcio

  11. E Jorge mais uma pergunta. Chego no sábado a noite e queria no domingo fazer um passeio light…tipo caminhar por um lugar agradável. Rua com barzinhos, restaurantes, sorveteria etc….há algum lugar bom que tenha essas características?
    Obrigado

  12. Cara, muuuuuuito legal!!! Show a visão da Clarinha, praticamente num “Olha quem está falando”, hehehe!

    Tua sensibilidade e traquejo com as palavras tbm são nota 10.

    Mas o que ganhou o post foi a banheirinha inflável da vovó GiraMundo😎 Hhahahahaha!

  13. Cris, vá no domingo à tarde ao SoHo. Comece pela Spring Street nas proximidades da Broadway e explore todas as ruas da região. Não pense em bares como os nossos, mas haverá todo o resto, restaurantes, lojas, sorveterias, bastante coisa pra olhar. É bem animado.Você vai gostar.

    Outra opção são as ruas próximas da Washington Square no Village. Também são bem legais. Eu gosto das duas áreas.

  14. Marcio, pode encomendar o herdeiro. Vai ser um prazer viajar com ele/ela. Quem gosta de viajar acha inúmeras soluções e é um prazer levar o bebê.

  15. Diogo, essa foto da banheira com o casario romano ao fundo está na minha lista de melhores das melhores fotos que já tirei. Eu e minha mulher simplesmente adoramos essa foto. Eu estou batendo fotos do pato onde quer que vamos. Vc ainda vai vê-la em Viena, Amsterdam, etc…

  16. Jorge, que bacana escrever o texto como se fosse a Clarinha narrando, achei 10!!!! Parabéns!
    Mas sem dúvida, o melhor de tudo foi essa fofíssima banheira em forma de pato!
    Abraços para toda família viajante.

  17. Muito maneiro. Tá dando uma vontade de encomendar um herdeiro, com direito a uma banheirinha igual a da Clara!!!!

  18. Que gostoso!

  19. Dá para se ver que a mocinha é uma viajante de primeira…se comportou e pôde curtiu um montão!
    Além de ser uma tremenda sortuda: visitar Roma tão cedo não é para qualquer um😉
    Sobre essa história das pessoas pararem para ver o bebê: deve ser aquele calor italiano mesmo…a minha cunhada foi com 6 meses de gravidez para lá e ela me contou que foi uma atração: algumas pessoas paravam para conversar, outras sorriam…ela se surpreendeu com a reação!
    PS: Excelente idéia da banheira inflável! Eu tô só imaginando o tamanho do check-list da mala da Clara😀

  20. Hehehehehehehe, ao estilo “Duende da Amelie Poulan”? Demais!!!

  21. Perto do Panteão há uma gelataria fantástica: A Gelataria Della Palma…não perder e provar os maravilhosos sorvetes e musses! A Clara também vai adorar!!! Viram o Papa?
    Boa estadia! Margarida

  22. Jorge

    Estou curtindo a sua serie com a turma babies do vnv….

  23. Meu, tem “Homenagem” ao GiraMundo lá no Rodrigo Purisch!

    Vale conferir, porque o cara mandou muito bem no report sobre as aventuras da Clarinha😎

    Abração

  24. Jorge, adorei essa série sobre viagens com bebês. Aqui em casa adoramos viajar, mas desde que a nossa Bia nasceu (há um ano e um mês atrás!) que não arriscamos sair do país. Confesso que fiquei temerosa e até tentei pedir umas dicas de viajantes experientes, como no VnV, mas senti um certo desdém nas respostas e achei que eu tava no lugar errado.
    Agora acabamos de agendar uma viagem à Buenos Aires pra novembro. Ainda estou apavorada, com medo de quebrar a rotina dela, de não saber o que dar de comer, enfim… Hj acho que devia ter começado desde cedo.. afinal.. leitinho é sempre fácil de conseguir.
    Vou puxar um banquinho e acompanhar seu blog. Gostei muito! Parabéns!

  25. Pingback: Olha quem está escrevendo « Viaje na Viagem

  26. Gira, você tá salvando essa série de todos os jeitos possíveis — backup em servidor, CD, DVD, cópias impressas?

    Imagina a Clara lendo isso daqui a 15 anos!!!!

  27. Gira, você se superou! O texto “da Clarinha” ficou não apenas divertido e empolgante como todos os seus textos sempre são, mas ficou também emocionante! Dá vontade de ter um baby agora só pra viajar com ele!!! rsrsrs
    Ah! As fotos estão lindas, todas, mas a foto do patinho na janela, ficou sensacional! Parabéns!

  28. Jorge, parabéns pela idéia, pelo relato e pelo formato dos posts. Eles estão extremamente agradáveis de ler e este da Clara é espetacular. Além de que, lembrar do Antonio, do Grecco, do Pantheon e de tantas coisas de Roma já valeriam a visita aqui. Eu, apesar de não ter planos de ter mais filhos, certamente seria um comprador deste livro que você está escrevendo.

  29. Qdo Clara vem visitar Gabs ? Depois que li o que ela escreveu, acho que os dois serao amigos😉

  30. MUITO bom, muito bom, muito bom este capítulo em estilo de crônica. Imperdível. Recomendável, simpático, gostoso de ler…

  31. Jorge, o texto tá um barato !! Tenho certeza que daqui há alguns anos ela vai confirmar que tudo se passou assim mesmo, você só falou por ela porque ela tava com preguiça rs
    Que bom rever a Fontana di Trevi, extraordinariamente linda.
    Eu entendo você muito bem, salada caprese e expresso lá não têm igual mexmo.
    beijos para as meninas e para você😉

  32. Jorge, este capítulo está simplesmente sen-sa-cio-nal!!! A Clarinha está se saindo uma viajante de primeiríssima categoria, como não poderia deixar de ser – puxou aos pais, né?😉

  33. Caraaaca!!! JB, te prepara pra ficar apávas com a quantidade de comments aqui, e no post que o Riq fez pra ti lá no VnV, hehehehehehe!!!

    Que sucessão, hein garoto😎

  34. Toda a “nata” do mundo blogosférico esteve aqui nestes últimos dias enquanto eu ralava de tanto trabalhar. Que honra!!!! Muitíssimo obrigado.

    Vejo meus amigos blogueiros passando aqui e eu não consigo um tempinho para fazer o meu tour pelos blogs, tô precisando ver o final desse túnel!!! Acho que no feriadão eu coloco tudo em dia e faço visita🙂

    Em nome da Clara, agradeço imensamente a visita e os comentários de todos. Valeu!!!!

    Margarida, eu vi essa gelateria que você comenta. Estava super cheia, acabei não entrando… Vou voltar lá só pra conferir.

    Diogo, o que significa “apávas”? Apavorado? É isso? Que louco!

    Dani G.
    A Clara deve voltar em breve à Europa, mas já que vocês vão à Manaus com conexão em SP, dá uma paradinha aqui…

    Rodrigo, agradeci lá no seu blogão e agradeço aqui de novo. Ficou muito legal a homenagem mesmo. Estou honradíssimo.

    Putz e hoje teve comentário e pingback do comandante aqui. Valeu mestre guru!!! Eu preciso mesmo fazer backup disto aqui. Já pensou se dá pau nisto?

    E a julgar pelos comentários, vai ser um baby boom nos aeroportos nos próximos meses🙂

    Cintia Levita, você vai viajar com a Bia de um ano e um mês, acho que nessa fase o bebê já come quase tudo que adulto come, não é não? Capaz de ficar mais fácil, acho que mais complicado é nesta fase em que a Clara está entrando agora, sopa, fruta e leite… Vai tranquila, você vai ver como a sua Bia vai se adaptar ao ritmo de vocês. Os bebês só precisam mesmo de carinho e proteção dos pais…

  35. Jorge, parabéns mesmo pelo post da Clara!!! Ela vai adorar ler isso quando for mais velha, pode ter certeza!!!

  36. Jorge, olha só a influência/responsabilidade do seu post, tá todo mundo querendo ter um bebê só para viajar no melhor estilo Clarinha com direito a pato de borracha e tudo mais!! Parabéns pelo post e pela viagem, fantástico!!!

  37. Jorge,

    Esse é o melhor de todos os textos até agora. A Clarinha vai amar quando ela crescer e entender tudo isso. As fotos estão demais. Roma é tudo. Que saudades….

  38. Maria Luiza está com 5 meses, nessa fase de comer Sopinha, frutas, leite de água fervida….Tá numa fase meio complicada pra viajar com ela…Mas tô morrendo de vontade!
    Vc vai ficar expert em viagens com bebês…Precisamos ir trocando experiências de viagens com bebês. Parabéns!

  39. Oi Jorge. Parabéns pela série. Está demais.

    Nossa viagem com a Isabella foi fantástica – te mandei um email com os detalhes.

    Márcio, eu e minha esposa não conseguimos imaginar como é que fizemos outras viagens sem a Isabella, ou ainda, que deixamos de ter filho antes devido aos planos de viajar. É muito melhor viajar agora do que antes, mesmo tendo que carregar metade da casa junto!

    Cíntia, a gente com um bebê de 7 meses se virou na comida. Isabella estranhou a água e não queria mamar (levamos leite em pó daqui), então dávamos bastante sucos e chás (opção aprovada pela pediatra), além da infinidade de papinha pronta que tem lá fora. Acho que você não precisa se preocupar!

  40. Clara, já disseram, só estou repetindo.
    Vc está de parabéns!!
    Vc tem se comportado muito bem, incentivando seus pais a continuarem planejando novas viagens.
    O mundo é tão grande e encantador…
    Fico muito feliz q vc já o esteja descobrindo.
    Vc tb está de parabéns pelos pais q tem.
    São muito dedicados a vc e a tratam como a uma rainha.
    A tia vai te confidenciar um segredo, não conta prá ninguém, tá?
    Mesmo eu já tendo dois filhos bem grandões, qdo vi a sua fotinha dentro do avião dormindo bem gostosamente, me deu uma vontade de encomendar um outro amiguinho para vc…
    Sempre encontrei tantos empecilhos para levar criança pequena para viajar. Vc está me mostrando q é possível acompanhar os pais de uma maneira gostosa, sem causar grandes sacrifícios a ninguém, principalmente a vc.
    Mais uma vez, Parabéns!
    e muito obrigada por compartilhar estes momentos conosco.
    Bjs, menina.

  41. Obrigado Carla, estou aprendendo um montão sobre a Croácia com você.

    Re Coelho, também ando surpreso com a quantidade de pessoas que, como eu, pensava várias vezes que os filhos poderiam impedir os planos de viagem… reservar berço de bebê vai ficar difícil desse jeito…

    Bia, a Maria Luiza deve ter praticamente a idade da Clara que está com quase 6 meses… Elas poderiam ser amigas!

    Olá tia Sandra M, pronto, só faltava isso mesmo, alguém responder com um comentário pra Clara diretamente. Adorei, ficou muito bacana. Imagina a Clara lendo isso…

    Luciano, tava lendo agora o seu email. Manda umas fotos pra mim. Eu lia o seu email e me via na sua viagem. Achei demais a Vitamina S!!!!

  42. Gira, postei lá no Riq as opções de nomes pro Patinho da Clarinha…

    Dei 10 opções… mas talvez elas sirvam como ativação pra novas idéias tbm🙂

    De qquer forma, deixei bem visível a minha opção, hehehe!!

    Mas feel free pra dar outras, ou até mesmo pra escolher um outro dentre os 10😎

    Espero que gostes!!

    Abração

  43. Mando sim Jorge. Também deixei minhas sugestões de nome lá no VnV.
    Abraço

  44. Ola
    Gostamos da forma como voce consegue passar as informacoes, gostoso de ler.
    Ainda nao deu tempo para ler tudo, mas quando der nos o faremos.

    Bom, fica o convite para voce conhecer nosso blog com o diario do nosso mochilao pela Asia. Estamos agora na India.
    Abracos…

  45. Chegando atrasidinha, last but not least… adorei a Clara escrevendo, adorei tudo… a banheira entao, a Vovo Gira eh demais!!!!! Que presentao heim. Essa experiencia ninguem tira de todos voces! Esta cada vez melhor, Jorge Gira, salva tudo heim, tudo…

    Beijokas na familia.

  46. Prezados amigos gaúchos Diogo e Luciano, obrigadão pelas dicas, valeu! Sei lá, acho que depois do post que eu acabei de colocar no ar, eu deveria batizá-lo de Sócrates!🙂

    Sejam bem- vindos Douglas e Júlia. Vou agora passear com vocês na Índia!!!

    Patsy, antes tarde do que nunca. Bem-vinda! A vovó GiraMundo vai ficar contente com o seu comentário…

  47. É, Clara Gira, o seu talento literário tá no DNA, vc escreve tão bem quanto seu pai, e tem um gosto arquitetônico excelente😀

  48. Gira,

    O post está tão bom que voltei com a Ká minha esposa e lemos o texto e os comentários novamente.

    Ela tbm adorou!

    Um abrs!!

  49. Meilin🙂

    Márcio, tô vendo um herdeiro a caminho…

  50. Oi, Jorge.
    Fiquei mais que feliz em conhecer seu blog. Infelizmente, ainda sou meio analfa nessas coisas, mas a maternidade anda me empurrando… Grata surpresa ver que não somos os únicos a botar o filho no ombro e sair pelo mundo. O Lourenço está com um ano e quatro meses e já conheceu Porto de Galinhas, Córdoba e Buenos Aires (além dos destinos mais próximos de Porto Alegre, nos quais vamos de carro, como Gramado e Canela, Santana do Livramento…). Às vezes ficava pensando se não éramos meio malucos, mas tinha certeza de que não estávamos tão errados assim quando percebia os verdadeiros ‘pulos’ de desenvolvimento que ele dá cada vez que a gente volta de uma viagem. Se não for abusar, estou colecionando informações sobre o Caribe, em especial a Colômbia, para onde pensamos em ir após o Carnaval. Temos milhas prá qualquer lugar da América do Sul – em julho queremos ir prá Europa, aproveitar o verão por lá pela primeira vez. Se tiveres alguma dica, inclusive de outro destino, agradeço desde já.

  51. olá!
    Gostei bastante do teu blog e como pude perceber vcs são bem experientes em viajar com bebês. Estou precisando de algumas dicas: temos um filhote de 3 meses e estamos planejando ir p/ a Argentina de carro, qdo ele já tiver 4 meses. O que vc acha?
    ƒico insegura por achar que ele ainda é muito pequeno, e justamente vai coincidir com o inicio das papinhas (até agora é só peito).
    Ainda não falei c/ a pediatra, pois tenho CERTEZA que ela vai desaconselhar.
    O que vc faria?
    Aguardo encarecidamente um contato seu.
    Obrigada
    Mariana

  52. Haha am I really the first comment to your great writing?!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s